<

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Translate to Arabic Translate to Bulgarian Translate to Simplified Chinese Translate to Traditional Chinese Translate to Croatian Translate to Czech Translate to Danish TTranslate to Dutch Translate to English Translate to Finnish Translate to French Translate to German Translate to Greek Translate to Hindi Translate to Italian Translate to Japanese Translate to Korean Translate to Norwegian Translate to Polish Translate to Romanian Translate to Russian Translate to Spanish Translate to Swedish
(For translation, please click on your flag)

domingo, março 07, 2010

2ª Dia - sabado 6 de Março


Portugal garante presença na segunda eliminatória
 
 
A selecção de Portugal venceu o encontro de pares com a Dinamarca e garantiu a qualificação para a segunda eliminatória do Grupo II da zona euro-africana da Taça Davis by BNP Paribas, a decorrer no Complexo Municipal de Ténis da Maia até domingo.

No encontro de pares, Leonardo Tavares e Frederico Gil superiorizaram-se aos dinamarqueses Frederik Nielsen e Martin Pedersen, pelos parciais de 6-4, 6-3 e 6-1, ampliando para 3-0 a vantagem na primeira eliminatória.

Portugal vai disputar a segunda ronda de 9 a 11 de Julho, em território nacional, enquanto a Dinamarca vai jogar um encontro que decidirá a permanência no Grupo II ou a despromoção ao Grupo III da Taça Davis, em 2010.

Os adversários das selecções portuguesa e dinamarquesa vão sair do confronto entre Chipre e Egipto. Os cipriotas, que venceram Portugal por 3-2 no ano passado, na Foz, estão em vantagem, por 2-1.

Fonte: FPT


Cordeiro elogiou atitude da dupla Gil/Tavares

O selecionador de Portugal, Pedro Cordeiro, ficou satisfeito com a qualificação de Portugal para a segunda ronda do Grupo II da zona euro-africana da Taça Davis by BNP Paribas e com a actuação de Leonardo Tavares e Frederico Gil no encontro de pares frente a Frederik Nielsen e Martin Pedersen.
O embate terminou com o triunfo dos portugueses, pelos parciais de 6-4, 6-3 e 6-1, e Pedro Cordeiro elogiou Leonardo Tavares e Frederico Gil, que, disse, tiveram “uma boa atitude”.
“Jogaram ponto a ponto, muitíssimo bem, e não facilitaram. Alertei os jogadores para os adversário, mas, da forma como eles jogaram, a Dinamarca não tinha hipóteses de ganhar”, afirmou, considerando que “o momento do encontro foi quando Portugal sofreu o ‘break’ no terceiro ‘set’, mas conseguiu quebrar o serviço no jogo a seguir, evitando a quarta partida”.
Por seu lado, Leonardo Tavares considerou “muito equilibrado o primeiro ‘set’”, em que a dupla arriscou muito e falhou “algumas bolas”.
”Tivemos bons jogos de resposta, conseguimos estar sólidos o encontro todo”, acrescentou o tenista portuense, que, juntamente com Rui Machado, Frederico Gil e Pedro Sousa, mostrou preferência pelo Central do Jamor na próxima eliminatória da Taça Davis.
Pedro Cordeiro também referiu o Estádio Nacional, no Jamor, mas revelou preferência pela Foz, onde Portugal cedeu no ano passado por 3-2 na recepção à selecção do Chipre de Marcos Bagdathis.
Kenneth Carlsen, seleccionador da Dinamarca, reconheceu que a equipa dinamarquesa não teve “o melhor dia” neste sábado e realçou que “os portugueses jogaram muito bem”.
“Os ‘rankings’ dos jogadores portugueses não desmentem e viu-se em campo que eles estão nos 200 primeiros. Portugal foi uma equipa difícil”, disse, garantindo que vai manter nos dois singulares Frederik Nielsen e Martin Pedersen, os únicos a actuarem até agora pela equipa nórdica, tendo perdido nos dois singulares de sexta-feira e nos pares deste sábado.Isto apesar de Frederik Nielsen ter referido na conferência de imprensa que tem “dores no braço direito”.
Por seu lado, Cordeiro revelou que vai colocar no domingo Pedro Sousa e Leonardo Tavares, para lhes proporcionar “uma nova experiência”. Inicialmente, Rui Machado e Frederico Gil, utilizados nos singulares de sexta-feira, primeiro dia da eliminatória na Maia, tinham sido escalados.

Portugal, que está a vencer por 3-0 na ronda na Maia, vai jogar a segunda ronda de 9 a 11 de Julho, em território nacional, enquanto a Dinamarca vai jogar o “play-off” que decidirá a permanência no Grupo II ou a despromoção ao Grupo III da Taça Davis, em 2010.

Os adversários das selecções portuguesa e dinamarquesa vão sair do confronto entre Chipre e Egipto. Os cipriotas, que venceram Portugal por 3-2 no ano passado, na Foz, estão em vantagem, por 2-1.

Fonte: FPT